quarta-feira, 25 de julho de 2012

Resenha - Geração Subzero


Geração subzero: 20 autores congelados pela crítica, mas adorados pelos leitores.
Organizador Felipe Pena
Vários Autores
ISBN 85010099147
Gênero Contos/ Crônicas
Páginas 322
Editora Record
Preço 39,90

Sinopse
Felipe Pena, doutor em literatura, reuniu 20 autores congelados pela crítica, mas adorados pelo público com o intuito de enaltecer a literatura de entretenimento brasileira que é sempre tão desprezada pela crítica especializada. Com alusão ao título da elitizada antologia Zero Zero, organizada por Nelson Oliveira com a ambição de escolher os mais importantes nomes da literatura nacional contemporânea, Felipe Pena reúne autores que apesar de terem uma enorme empatia com o público jamais seriam escolhidos para uma publicação dessas.


Antes de começar a dar minhas opiniões (tendo visto as polêmicas dos últimos dias) sobre os textos preciso explicar algumas coisas.

  1. Não faço resenhas. O que faço aqui no blog é dar minha opinião como leitora. Aqui só falo de livros e filmes que prenderam minha atenção.
  2. As notas aqui no blog vão de 0 a 5. Alguns contos não levaram nota porque eu realmente não gostei, mas pela qualidade da escrita e pelas boas idéias não quis desmerecer o trabalho do autor.
  3. O fato de ter gostado menos de um ou outro conto, não significa que os mesmo são ruins. Autores, meu gosto por livros e filmes é diferente da maioria das meninas (falo isso, pois a mulherada está adorando um conto que eu não gostei).
  4. Não gosto de opinar sobre coletâneas, porém o livro Geração Sub-zero merece ter uma opinião completa (sim vou falar de todos os contos) e assim começo com minha visão geral. Geração Sub-zero como um todo merece uma nota 4.


E vamos aos contos.

O CÃO – Juva Batella - Gisela é uma estratégica pessimista, mas ao mesmo tempo é otimista ao extremo o que na soma a torna uma realista. Confuso? Eis que um dia o inevitável acontece e a dona de dois pastores se envolve numa aventura que termina com um final surpreendente. Ri muito. Confesso que eu por ter tido quatro pastores ao mesmo tempo estive numa situação parecida até certo ponto. O autor esta de parabéns e merece uma nota 5.

CRISTAIS DE PRATA – Pedro Dummond - Essa história prendeu minha atenção até o último parágrafo, lágrimas surgiram aos meus olhos. Adoro histórias de amores proibidos. Antero se apaixona por uma senhora casada e tenta salvá-la de um marido violento e corrupto.
Uma jornalista encontra uma fotografia em seu móvel antigo e começa uma investigação para procurar a pessoa da foto.
O que Antero e a jornalista tem em comum? Talvez seus destinos estavam traçados desde o começo e assim o segredo do incêndio ocorrido em 1946 na Estação da Luz poderá ser solucionado. Não gostei do finalzinho, mas não estragou a história. Nota 4.
A CANÇÃO DE MARIA – André Vianco – Li poucas coisas do Vianco, tenho um carinho especial por esse conto, pois ele é macabro na dosagem certa e diferente de outras histórias vampirescas que eu li. Vianco sabe narrar muito bem. Nota 4.

NA MATERNIDADE – Thalita Rebouças – Esse foi o primeiro trabalho que eu li da autora. Não acho que ela escreva mal, porém o conto não me agradou. Talvez por se tratar de um tema que eu não suporto (futebol), ou por ser voltado para um público juvenil.

FOGO E TREVAS – Eduardo Spohr – O conto é cheio de ação um grupo bem eclético se depara com uma besta e unindo poderes, força e inteligência tentam derrotar “a fera”.
Tive a impressão do conto ser um capitulo a parte de um livro, tem começo e meio, mas o final é na realidade uma ponte para outra história ou até mesmo para muitas outras histórias.
Nota 4.

O ÍNDIO NO ABISMO SOU EU - Luiz Bras – O futuro nos espera! Será? Você já imaginou como será o futuro daqui há uns 50 ou 100 anos? Será que qualquer pessoa de qualquer classe social terá chances iguais no futuro? Não haverá violência no futuro?
Como os médicos cuidarão de seus doentes? E as doenças terão cura? Uma pessoa em fase terminal pode ser congelada para num futuro ser descongelada e curada? Se fosse possível quando ela acordasse qual seria sua reação? Nesse conto essas e outras perguntas são respondidas numa viagem espetacular. Nota 5.

A FILHA DO DIABO – Luis Eduardo Matta – Eu adoro o trabalho do Matta, aqui no blog tem uma resenha do livro dele (O Dia Seguinte), porém esse conto não me agradou muito, achei muito corrido. Descobri quem era o diabo assim que ele apareceu no livro. Talvez se ele trabalhasse mais o suspense o conto ficasse perfeito. A ideia é boa.

DÊ-ME ABRIGO – Sérgio Pereira Couto – Um ex-soldado americano condicionado a matar ao som de Gimme Shelter muda-se para uma casa que ficou vazia por dois anos. Os protagonistas Paulo e Cristina vivem uma conturbada relação amorosa que tem um desfecho inesperado.
Adorei esse conto. Mencionei já que adoro amores proibidos, adoro relações conturbadas tudo o que é complicado e impossível tem um gostinho melhor. Talvez seja o que me agradou no conto, além de não ser fantástico. Na minha opinião está entre os melhores. Nota 5.

AO CORTAR OS CORDÕES – Estevão Ribeiro - O diálogo entre um psiquiatra e sua paciente faz com que analisemos de forma sã (ou não) se somos marionetes impulsionadas por uma força maior. Adorei o conto que deixa uma conclusão interessante no final. Nota 4.

O PRIMEIRO DRAGÃO – Raphael Draccon – Eu gostei muito do conto, apesar de ter momentos que achei estar vendo uma partida de RPG. Cada linha lida me deixava mais curiosa com o desfecho da história. Na minha mente imaginava os cidadãos destrinchados, aldeias inteiras queimadas. Senti a dor da emoção do protagonista com o corpo da amante grávida nos braços enquanto a chuva caía.
Essa é um exemplo de fantasia que não chama minha atenção, mas que por estar bem escrita me prendeu até o final. Nota 4.

O PREÇO DE UMA ESCOLHA – Ana Cristina Rodrigues – Num futuro não muito distante neo-humanos e humanos convivem sem problemas. Gonçalo um neo-humano perigoso escapa da vigilância e tenta retornar ao Brasil para vingar-se das pessoas que o desmascararam. Quando a caçada entre gato e rato começa Marcos um policial honesto é obrigado a fazer uma escolha que terá um preço caro.
Um excelente conto sci-fi a brasileira, com muita investigação policial. Esse e o do Sérgio são os meus preferidos da coletânea. Nota 5.

POLACO – Julio Rocha – Matias vai para o Rio substituir um garoto que havia quebrado a perna. Sonhava em conhecer a praia e o baile funk. Sua aventura começa quando ele é confundido com um traficante da região.
Aqui ocorre o mesmo problema que aconteceu com o Matta, o conto é rápido podia ser mais trabalhado, pois a ideia é interessante quando eu comecei a ter gosto pela leitura ela acabou.

PARA SEMPRE EM UM DIA – Helena Gomes – Urraca perdeu seus parentes. Com o passar do tempo ela encontrou um amor e reconstruiu sua família. Em tempo de guerras e maldições a menina queria apenas ser feliz. Queria apenas ser amada. Quem (ou o que) é a garota?
Um conto de fantasia cheio de mistérios e monstros conhecidos pelo leitor. E claro Urraca. Nota 4.

OUTRA VEZ NA ESCURIDÃO – Carolina Munhoz – Uma fada aparece na vida de uma cantora e tudo então tem um motivo especial. Não está entre os meus preferidos, mas ele foi bem escrito, é diferente e está bem compreensivo. Nota 4.

A SABEDORIA DE CLEMENTINA – Vera Carvalho Assumpção – Clementina é mais esperta que doutores e senhores. Uma negra alforriada não se deixa levar por crendices e “milagres”. O conto é engraçado e apesar de curto está bem contado. Nota 4.

ENTREVISTA COM O SACI – Martha Argel – Maria de Lourdes trabalha num asilo cuidando de tantos idosos que mal tinha tempo para dar a atenção que eles mereciam. Eis que ela simpatiza-se por seu Tião e resolve ouvir suas maluquices depois do trabalho. Uma história deliciosa que nos leva ao folclore brasileiro e a nossa infância. Nota 5.

OUTRAS ONOMATOPÉIAS – Janda Montenegro – O conto tem altos e baixos. Está muito bem escrito e a ideia é interessante. Nota 4.

O ESCRITÓRIO DE DESIGN PROBABILÍSTICO – Delfin – Não gostei. No começo achei até interessante, como o protagonista e a namorada se conheceram e se envolveram. Depois quando passa para o trabalho e começa a descrever o escritório o conto ficou chato.

UM CHÁ COM ALICE – Eric Novelo – Adorei o conto. Fiquei meia hora me olhando no espelho após viajar nesse conto delicioso. Afinal quem não tem uma Alice interior e quando se olha no espelho tenta encontrar nem que seja um rastro dela? Nota 4.

A LUA É UMA FLOR SEM PÉTALAS. – Cirilo S. Lemos – A ideia do autor é legal, mas o conto é muito cansativo e longo.

sábado, 21 de julho de 2012

Tarde de autógrafos Susy Ramone na Bienal do Livro


 

Olá, leitores do blog, boa tarde!

 

Estou aqui hoje para convidá-los a participar da tarde de autógrafos do livro da minha querida amiga Susy Ramone. O Castelo Montessales que ocorrerá dia 11 de Agosto na Bienal do livro.

O horário será das 15:00 às 17:00 horas. No stand da editora Literata.

Abaixo sinopse no livro e o site do Universo Montessales.


 

O Castelo Montessales

Susy Ramone.

Editora Literata

 

Sinopse

Ao sobrevoarem determinada área, quatro pessoas avistam as ruínas de um castelo e decidem fazer de lá a sua moradia. Após as reformas e a mudança,  um fantasma começa a aparecer causando calafrios nos habitantes. Porém, com o passar do tempo o espectro torna-se galanteador. Parecendo inofensivo, presenteia as mulheres com flores até conquistar a sua confiança e por fim fazê-las se apaixonar. Passa então a roubar os corpos dos homens para manter relações sexuais com elas. De repente o fantasma muda de atitude. Horrivelmente violento, dá início a uma série de estupros mudando de corpos a cada atentado. Quando percebem que estão presos nos arredores do castelo é tarde demais para fugir. Impossibilitados de se socializarem fora dali, uma enorme linhagem consangüínea gerada pela intervenção do espírito sofre os mesmos abusos ano após ano. A endogamia torna-se um fardo para alguns, mas não para outros, que em determinado ponto admitem gostar da libertinagem, o que dá um toque apimentado no enredo.
Sexo, amor, violência, segredos, magia e muitas tragédias os levam a desvendar a origem do fantasma, que envolve bruxas poderosíssimas de Portugal cuja existência se deu durante a idade média.
Sua missão, acabar de vez com o espectro que tanto os faz sofrer.
Seu desejo, escapar do castelo e ter direito a uma nova vida na cidade.
Um longo caminho repleto de dor e sacrifícios será percorrido pelos descendentes desta família. Nem todos serão capazes de trilhá-lo até o fim. Existem situações que nem mesmo o mais poderoso dos bruxos pode manipular a seu favor.

Universo Montessales: http://montessales.blogspot.com.br/

Foto do lançamento do livro Geração Sub-Zero


Vera Carvalho Assumpção, Eu, Sérgio Pereira Couto, Bruno Anselmi Matangrano, Gustavo e Rafael Vitor

No último dia 17 de Julho aconteceu o lançamento do livro Geração Sub-Zero e eu tive o prazer de comparecer. Revi amigos e conheci pessoas incríveis.

Não resisti e assim que tive tempo comecei a ler o livro. Confesso que estou impressionada com a diversidade dos temas. Estou adorando a coletânea.
O livro foi organizado pelo jornalista Felipe Pena e publicado pela Editora Record. São 20 contos escritos por autores que todos nós conhecemos e admiramos. Abaixo a sinopse do livro.



 Geração subzero: 20 autores congelados pela crítica, mas adorados pelos leitores.
Organizador Felipe Pena
Vários Autores
ISBN 85010099147
Gênero Contos/ Crônicas
Páginas 322
Editora Record
Preço 39,90

Sinopse
Felipe Pena, doutor em literatura, reuniu 20 autores congelados pela crítica, mas adorados pelo público com o intuito de enaltecer a literatura de entretenimento brasileira que é sempre tão desprezada pela crítica especializada. Com alusão ao título da elitizada antologia Zero Zero, organizada por Nelson Oliveira com a ambição de escolher os mais importantes nomes da literatura nacional contemporânea, Felipe Pena reúne autores que apesar de terem uma enorme empatia com o público jamais seriam escolhidos para uma publicação dessas.

Créditos da Foto Lilian Anselmi Matangrano

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Convite Para Tarde de Autógrafos Com Eddy Khaos


Convite para Bienal do livro  de  São Paulo 2012
As trombetas celestiais ecoam pelo céu. Os anjos estão chegando a Bienal 2012 e suas intenções não são das melhores. Descubra o que está para acontecer na tarde de autografo do Livro “O Anjo Poeta” do autor Eddy Khaos no dia 12 de Agosto de 2012 apartir das 16:00h. No estande R78, esquina com a rua J.

Sinopse:
Porque as pessoas acreditam em anjos? Eles estão em todas as religiões, são seres iluminados e não levam em conta os registros de nossos atos negativos, portanto não perdoam, já que não cabe a eles julgar.
Anjos eles realmente existem. Não apenas em produções do cinema mundial ou em historias em quadrinho ou nos animes (desenhos) japoneses. Ou em nossas mentes, em nossos mitos, ou nossos símbolos, ou nossa cultura em geral.
Eles são tão reais quanto seu cachorro que não para de lati no quintal enquanto você brinca com ele, ou sua irmã sapeca que não para de te pentelhar, ou a eletricidade que necessitamos para quase tudo no mundo de hoje. Eles estão presentes, bem aqui, agora, bem perto de você, lendo estas palavras com você. Eles não são bonitos, fofos, confortáveis, íntimos, ou "maneiros". Eles são temíveis e formidáveis. Eles são enormes. Eles são guerreiros. Eles são assassinos do reino celestial.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Geração Sub-Zero - Lançamento dia 17/07/2012 em São Paulo

Geração Sub-zero, organizado pelo escritor Felipe Pena e publicado pela editora Record foi lançado dia 11/07/2012, na Fundação Bibioteca Nacional do Rio de Janeiro, com a presença de autores do livro. Os direitos autorais recebidos pela venda serão encaminhados para a ONG “Ler é dez, leia favela”, do Complexo do Alemão.

O livro é uma coletânea de contos de diversos gêneros literários. Entre os demais escritores estão Thalita Rebouças, André Vianco, Eduardo Spohr, Raphael Draccon, Carolina Munhóz, Ana Cristina Rodrigues, Juva Batella, Estevão Ribeiro, Delfin, Eric Novelo, Pedro Drummond, Luiz Bras, Luis Eduardo Matta, Sérgio Pereira Couto, Julio Rocha, Helena Gomes, Vera Carvalho Assumpção, Martha Argel, Janda Montenegro e Cirilo S. Lemos.

Amanhã será o lançamento na Livraria Cultura do Conjunto Nacional na Av. Paulista n° 2073 (próximo ao metro Consolação) das 19h00 as 23h00. Olha a oportunidade de reunirmos autógrafos com os nossos escritores preferidos e batermos um longo papo sobre literatura num ambiente muito aconchegante.

Abaixo o convite do lançamento:



quarta-feira, 11 de julho de 2012

Resenha - O Dia Seguinte - Luis Eduardo Matta

Sinopse 

Farid Wassouf, um brasileiro de origem síria e Yaakov Zilberman, um judeu norte-americano, são grandes amigos há muitos anos, além de sócios em uma empresa de comércio entre Brasil e Estados Unidos. A suspeita da existência de um esquema de fraude na firma faz com que Farid viaje a Nova York, onde deverá se reunir com o detetive contratado para investigar o caso. No dia do encontro, porém, o detetive é assassinado e Farid desaparece, sem deixar rastro. Semanas mais tarde, sua mulher, acompanhada do filho Antônio, de 14 anos, chega à cidade para tratar do assunto com Yaakov. Os dois estão reunidos no World Trade Center, onde fica a sede da companhia, quando o complexo é atacado na manhã de 11 de setembro de 2001 e morrem no colapso das torres. Antônio é acolhido na casa da viúva de Yaakov, cujo filho, Michael, tem a sua idade. Com a mãe morta, Antônio precisa localizar o pai desaparecido e Michael se oferece para ajudá-lo. No dia 12 de setembro, numa Nova York apavorada e em estado de choque, os dois saem em busca de Farid e acabam se envolvendo numa sequência imprevisível de perigos e fortes emoções, que trará as respostas para todos os mistérios. Em O DIA SEGUINTE, Luis Eduardo Matta recria o horror dos ataques de 11 de setembro de 2001 para contar uma história tensa e, ao mesmo tempo, comovente de suspense e aventura, que celebra a amizade entre árabes e judeus.

Edição 1
Editora Escrita Fina
ISBN: 9788563877338
Ano: 2011
Páginas: 252

Nota pela história 4
 Comentário sobre o livro:

Antônio e Michael se conhecem logo após o ataque as torres gêmeas no fatídico 11 de setembro. Ambos tem algo em comum, Antonio perdeu a mãe e Michael o pai. Antonio tem descendência árabe enquanto Michael é judeu. O pai de Antonio Farid está desaparecido ele é muito amigo de Yaakov que é pai de Michael. O americano que mesmo tendo uma pequena implicância com Antonio ajuda o garoto a procurar o pai numa aventura que encontraram o medo e a morte.
Por que Farid desapareceu?
Qual o segredo que a mãe de Michael esconde?
Quem é o homem misterioso que aparece no decorrer do livro?
E o chefe dos bandidos? Quem é ele?
O livro tem muita ação com suspense do começo ao fim. É uma história gostosa e você não consegue desgrudar por um minuto. Talvez não agrade a velha guarda, mas em comparação com muitos livros infanto-juvenis que encontramos por ai, esse não deixa a desejar para ninguém.
As personagens são cativantes e durante toda a trama o autor consegue nos enganar sobre quem são os culpados por todas as mortes ocorridas no livro durante a trama.

Follow by Email